sexta-feira, 5 de junho de 2009

Antes que eu me despedisse

Hoje foi um dia comum, pelo menos era o que estava parecendo pela manhã. Fez sol, estava menos frio e foi mais fácil de levantar. Minha mãe comprou um despertador novo quase o quebrei quando acordei. Estava tudo lento, eu estava lenta. Não orei por ninguém, apenas por mim. Egoísta, creio eu... Mas estava sem tempo, precisava tomar café e ir correndo pegar ônibus para trabalhar. Cheguei ao serviço foi a mesma rotina, não é ruim trabalhar, nem que eu não goste de trabalhar. Mas também isso não significa que eu goste que seja legal, ou muito divertido. Vocês entendem?
O fato é que o telefone tocou, era pra mim. Estava esperando uma notícia sei lá, qualquer notícia, mas o que ouvi foi minha mãe com a voz trêmula, com a pior notícia que todos poderiam ouvir: “A notícia de morte”.
Maldito foi o câncer, ou era a hora dele partir? Meu amigo morreu.
Trabalhar que já não é muito agradável se tornou quase impossível. Sorri quando quis correr, chorei no estoque, não agüentei. Chorei no banheiro, chorei em todos os cantos, onde ninguém pudesse me ver. Gosto de ser forte, parecer forte, mesmo que não seja.
Sei que tem muita gente que vai falar, “Ele é novo demais” ou “ Que injusto”... Sei bem que foi a hora foi a hora, chegou a hora, era o momento, ele cumpriu sua missão aqui. Estou sofrendo sim, todos estão. Não gosto muito de pensar, eu nem sequer fui visitá-lo, não deu tempo de me despedir. Estava tão ocupada com minhas coisas que meu amigo morreu. Isso me corrói, escrevo entre lágrimas. Foi tudo tão rápido, tão rápido, tão rápido. Esperamos de qualquer um, menos de quem é próximo de nós.

Bom, agora vou por minha mascara de forte, ir no velório e dar um apoio a namorada, família e amigos.
Um beijo a todos vocês, e obrigada! :’(
Hélen Ariane.

7 comentários:

Elaine disse...

Olá!
Ah, menina, que coisa triste...
Mas numa coisa você está certa: ninguém adianta a hora que é nossa, e ninguém parte de véspera...
Beijos e força aí garota...

Ana Gabriela disse...

aaai gata, aguenta aíí!!
e o pior é que é verdade mesmo, os nossos dias passam tão rápido que as vezes não temos nem tempo de dizer eu te amo pra quem está perto de nós...
eu sinto muito ;~~

eu amo muito você!
:*

Tatá disse...

Tem horas que a máscara de forte cai e é importante que a gente a deixe no chão por um tempo. Chorar e se sentir triste não te torna uma pessoa fraca, te torna humana!

Que ele descanse em paz.
Eu... lamento. :*

Deize...na minha constante imperfeição disse...

Bom só posso dizer:
Sinto muito!

Situação complicada!

Beijos e se precisar de algo que nossa falta de íntimidade não lhe perturbe, estarei aqui!

Júlia Duarte disse...

cara, eu chorei lendo seu post...
uma amiga minha morreu ano passado tbm, tipo foi muito ruim, fiquei muito mal, mas Deus falo muito comigo... Ora... Ora pra Deus te dar força e tudo ficará bem! eu sinto muito :~

Cíntia de Melo disse...

Foi tudo tão rápido, tão rápido, tão rápido. Esperamos de qualquer um, menos de quem é próximo de nós.

=/

Cinthia Paiva disse...

Siinto muiito...