terça-feira, 21 de abril de 2009

Carta para quem se foi e ainda vive

Ousadia de minha parte escrever sobre você, mas não importo, pois escrevo o que estou com vontade, não que estou com vontade de você, mas de escrever para você. Eu realmente não sei por que escrevo você nunca se importou em saber o que penso ou sinto, mas se um dia chegar a ler isso, a resposta é simples: Senti saudades!Antes eu lhe chamava com os mais bonitos adjetivos, mas aprendi que você me soa mais bonito hoje em dia.

Estou aqui para dizer que te amo, não com a materialização do amor ou com o amor que já tive por você, eu simplesmente te amo, como amo tantos outros. Hoje estou lúcida, lúdica e não me cego mais. Realmente eu não sei como eu amei por tanto tempo um idiota potencial como você, mas não vou cuspir no prato, você sempre foi e eu te amei. Você sabe melhor do que ninguém que eu nunca fui e nunca serei a pessoa certa para alguém como você, e isso não faz com quem eu não te ame, faz o oposto, se é que me entende. Mas acho que não. Eu também não entendia. Hoje está tudo claro em minha cabeça. É mágico como o tempo faz com que o quebra cabeça se encaixe não é?E falando em tempo, quanto tempo se passou e você nunca se importou com nada. Eu gosto do tempo, pois hoje escrevo com mais certeza do que sinto, sendo assim, me sentindo mais forte e confiante.
O tempo passou e eu mudei muito desde então. Conto para você porque não sei ser, senão impudico e pessoal. Algumas pessoas pensam o contrário, mas para você que escrevo. E para esses que nada entendem nada amaram, nada sabem eu oro: “Senhor, piedade para essa gente careta e covarde”.

Muitos teriam vergonha de falar, eu também tinha. Hoje eu falo com orgulho, Errei, ceguei, mas amei. Com todas as forças que tinha na época. Elas não foram suficientes para conquistar, mas se estivesse em uma batalha, morreria lutando.
Pensando bem, uma parte de mim morreu. Ela está revivendo aos poucos, pois você me deixou no singular e sei que vou ter um plural muito mais bonito. Estou vivendo, estou feliz e escrevendo sempre.

Existe um mundo afora para conhecer. Escrevo sobre você, pois te conheci, não o quanto eu desejei lhe conhecer, mas o suficiente para escrever.
Agora eu vou embora, e isso não significa que disse tudo o que queria, mas é tudo que precisa você saber.

Um abraço,
Hélen Ariane.

11 comentários:

SandyZ disse...

que lindo,
vc escreve muito bem Hélen =)

Parabéns!

beijo

Jey disse...

Que lindo!

Bruna Bianconi disse...

lindo :)

lucas macedo disse...

definitivamente LINDO mano o/

Ulisses disse...

O Late que eu to passando me chamou a atenção, aí eu cheguei até aqui (:

Carol disse...

achei que esse texto numca fosse parar aqui :O
Parabêns mano õ/

Nathália Monte ;D disse...

que bonito isso!!
eu vou voltar aqui viu..tomar um cafezinho!HAHAH
beijO

Rafael disse...

Saber você precisa que tudo é mais...
sabe?

Deize...na minha constante imperfeição disse...

Me emocionei!

Sempre passarei por aqui, adoro café!

Beijos

Ana Gabriela disse...

eu simplesmente ADOREI esse texto xD

TEM UM MEME PRA VOCÊ NO MEU BLOG!

beeejo ;**

vc sabe. disse...

Lindo, como sempre né?

bjs, sdd.